Auxílio emergencial reformulado?

Como um esforço de reformulação do auxílio emergencial, o Governo Federal pretende lançar uma proposta alternativa ao modelo anterior.




Nova proposta de auxílio emergencial

Como um esforço de reformulação do auxílio emergencial, o Governo Federal pretende lançar uma proposta alternativa que libera R$200,00 para trabalhadores informais que não são beneficiados pelo programa Bolsa Família.

O valor foi calculado com base no valor médio recebido pelos beneficiários do Bolsa família, de R$190,00. Com isso, quem já é atendido pelo programa não teria direito ao bônus.

A primeira mudança do novo auxílio é no nome, que pela proposta passa a ser chamado de BIP- Bônus de Inclusão Produtiva.

Além disso, o programa seria associado ao Carteira Verde e Amarela, que flexibiliza regras trabalhistas e reduz encargos para trabalhadores de baixa renda. 

Para ser contemplado com o bônus, o trabalhador terá que participar de um curso de capacitação profissional.

Como justificativa para a reformulação e viabilizar o auxílio, a equipe econômica quer condicionar esse gasto extra com o benefício ao corte de despesas em outras áreas do governo. Para isso, vai propor a inclusão de uma cláusula de calamidade pública na PEC (proposta de emenda à Constituição) do Pacto Federativo.

A proposta depende da aprovação na PEC para ser aprovado.

As informações são da Folha de S. Paulo.

Leia Também: Auxílio emergencial: caixa libera pagamento para quem teve benefício negado

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Beatriz Morais
Carregar Mais Em Economia

Sobre Beatriz Morais

Beatriz Morais, graduanda em jornalismo pela UFCA, mãe de gatos, cratense e apaixonada por leitura e música boa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.