Auxílio emergencial: caixa libera pagamento para quem teve benefício negado

O valor estará disponível para saques, transferências e pagamentos.




Novo lote está disponível para saque.Foto: Marcello Casal Jr.

O novo lote do auxílio emergencial foi liberado pela Caixa Econômica Federal nesta quinta-feira (28), para aproximadamente 196 mil pessoas que tiveram o benefício negado. De acordo com o Ministério da Cidadania, serão pagos R$248,6 milhões. 

O recurso ficará disponível através da conta digital poupança social, e pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem, ou sacado nas casas lotéricas e agências da Caixa. 

Quem recebe o recurso? 

Ainda de acordo com a Caixa, 191 mil pessoas que solicitaram a revisão do auxílio entre os dias 7 à 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro estão inclusos nesse, após análise do Governo Federal. Outras 5 mil pessoas passaram por reavaliação desse mês e também receberão o benefício. 

Para saber se tem direito ao novo lote, basta conferir a plataforma  Caixa Tem e verificar o valor registrado no aplicativo, ou acessar o site do Dataprev, que ficou responsável por receber as solicitações de revisão, para saber o resultado da revisão. 

 Valores e parcelas 

De acordo com a gestora de pagamentos, o número de parcelas pagas varia de acordo com o período de solicitação e tempo de auxílio bloqueado. 

Segundo dados do Governo Federal a distribuição das parcelas fica da seguinte forma: 

  • 78,3 mil pessoas: recebem a quinta parcela; 
  • 68,1 mil pessoas: recebem valores referentes à quarta e à quinta parcelas; 
  • 40,9 mil pessoas: recebem as três últimas parcelas; 
  • 8,3 mil pessoas: recebem a segunda, terceira, quarta e quinta parcelas. 

O auxílio emergencial  foi um benefício instituído no Brasil, através da pressão do congresso, pela lei 13.982\2020, que previu o repasse mensal de 600 reais para trabalhadores informais, microempreendedores individuais, pessoas de baixa renda e contribuintes do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), para diminuir os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. O benefício acabou em dezembro de 2020.

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Bruna Santos
Carregar Mais Em Notícias

Sobre Bruna Santos

Graduanda em jornalismo pela UFCA. Entusiasta de política, café, mundo nerd e gatos.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.