Novo lote da de CoronaVac deve chegar ao Ceará até o fim de semana

Segundo Magna Almeida, esse novo lote vai tentar também retomar a vacinação de segunda dose para as pessoas que esperam ser imunizadas.




Notícias, Saúde

Um novo lote de vacinas CoronaVac contra a Covid-19 vai chegar ao Ceará até próximo fim de semana, conforme informação repassada na manhã desta quarta-feira (5) pela secretária-executiva de Vigilância e Regulação do Governo do Ceará, Magda Almeida. Ainda não há informações sobre a quantidade de doses. Magda reforçou que esse novo lote deve ajudar na vacinação daquelas pessoas que esperam receber a segunda dose da CoronaVac.

“Nós esperamos que essa próxima remessa que normalmente chegue depois de quinta-feira ou sábado já venham essas remessas extras para a segunda dose. Eles já sinalizaram e estão fazendo todo o movimento para redistribuir essas doses e a gente acha que sim que chegue até o final desta semana para que a gente consiga resgatar essa segunda dose para essas pessoas”.

Espera pela dose 2

Semana passada, ao menos 15 cidades suspenderam a aplicação da segunda dose com a CoronaVac por falta da vacina, entre elas, Fortaleza, pois, as prefeituras seguiram a orientação do Ministério da Saúde de não reter vacinas para aplicar o reforço.

Na capital, na quinta-feira (29) e na sexta-feira (30), muitos idosos que estavam com data limite para a dose 2 foram aos locais de vacinação sem agendamento prévio e tiveram de voltar para casa.

Terceira fase da vacinação

A 3ª fase de vacinação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 contempla pessoas com comorbidades e deficiência permanente grave. Grávidas e puérperas também vão ser contempladas com a vacinação nesta etapa.

Em vídeo divulgado na semana passada, Magda reforçou que é importante que as pessoas estejam cadastradas na plataforma Saúde Digital, colocando em qual categoria de comorbidade se encaixa.

Confira a organização da vacinação

Primeira convocação:

  • Gestantes e puérperas com comorbidades que possuem entre 18 e 59 anos;
  • Pessoas com Síndrome de Down que possuem entre 18 e 59 anos;
  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) que possuem entre 18 e 59 anos;
  • Pessoas entre 55 e 59 anos com comorbidades, seguindo a sequência definida na comissão; Intergestores Bipartite N°40 (CIB/CE): Cardiopatia; Diabetes; Obesidade IMC>40; Doença Neurológica; Pneumopatias; Doença Renal Crônica; Imunodeficiência e outras;
  • Pessoas entre 55 a 59 anos com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Segunda convocação:

  • Gestantes e puérperas, independente de comorbidades, acima de 18 anos
  • Pessoas entre 18 e 54 anos com comorbidades e deficiência permanente.

Também foi definida uma ordem de prioridade entre as pessoas com comorbidades. De acordo com a Sesa, a organização é:

  1. Cardiopatia
  2. Diabetes
  3. Obesidade IMC > 40
  4. Doença Neurológica
  5. Pneumopatia
  6. Doença Renal Crônica
  7. Imunodeficiência

Documentos necessários

Os agendados para receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19 terão que apresentar, no ato da convocação, documentos comprobatórios, além de identificação original com foto, CPF e comprovante de endereço. Aqueles que possuem comorbidades e deficiência permanente devem apresentar, de forma impressa, o atestado, relatório ou prescrição médica indicando o motivo para a aplicação da vacina, com validade de até um ano.

No caso das gestantes, é necessário apresentar um documento comprobatório da gravidez, como o cartão do pré-natal. Já no caso das puérperas (45 dias após o parto), será necessário apresentar a certidão de nascimento do bebê.

Fonte: G1 Ceará

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.