Cratense preso por 15 anos sem mandado de prisão é solto e procura pela família

Na época que foi preso, ele morava no bairro São José, em Crato, com a esposa e cinco filhos. Após a soltura, ele busca pela família.




Notícias, Policial

Já imaginou passar 15 anos preso, sem ter um mandado de prisão ou a perspectiva de quando terá a situação resolvida? A situação é bem inusitada. Mas saiba, que um homem passou esse período aprisionado na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), localizada em Juazeiro do Norte.

O fato aconteceu com o Cícero José de Melo, que tem 47 anos e é pedreiro. Na época que foi preso, ele morava no bairro São José, em Crato, com a esposa e cinco filhos. Após a soltura, ele busca pela família.

As informações foram repassadas pelo advogado criminalista Roberto Duarte. De acordo com ele, Cícero foi preso em 18 de novembro de 2005, sendo transferido para a PIRC em 01 de Janeiro de 2009. O advogado narrou que um cliente dele, que era companheiro de cela do pedreiro, relatou a história dele, que durante todo esse período, não aconteceu nenhuma audiência e nem chegada de processos para o homem.

Roberto disse que começou a investigar os fatos e não localizou nada relacionado ao motivo da prisão. Daí, ele visitou o Cícero na última quarta-feira (07), na qual ele colheu a procuração do cliente, fez um requerimento prisional a instituição e recebeu o alvará de soltura na quinta-feira (08). O caso ganhou repercussão nesta sexta-feira (09).

Em documento repassado pela defesa, a juíza MMª Drª Maria Lúcia Vieira, concedeu a libertação do pedreiro, confirmando que não havia uma justificativa plausível para que ele permanece encarcerado. Caso você tenha informações deste homem que está na foto, basta entrar em contato com o Roberto Duarte, advogado dele, através do Instagram.

Em nota ao G1 Ceará, o poder judiciário, por meio da 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte, informou que, ao ser comunicado pela unidade prisional sobre a situação de Cícero José de Melo, “realizou, imediatamente, pesquisas em sistemas de dados prisionais a fim de localizar registros processuais sobre a prisão dele. Também encaminhou o ofício, enviado pela Penitenciária Industrial Regional do Cariri, ao Ministério Público para apresentar manifestação sobre o caso.”

“Não sendo encontrados registros nos sistemas que justificassem a prisão, o Juízo da 2ª Vara Criminal de Juazeiro do Norte determinou, nessa quinta-feira, o relaxamento da prisão, com expedição imediata de alvará de soltura, para que fosse posto em liberdade.”

Sobre Fernanda Alves

Fernanda Alves, tem 24 anos, é de Juazeiro do Norte e formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência na área desde 2015. Mulher preta, militante e amante do Jornalismo Esportivo.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.