Cidades do Crajubar não receberam vacinas vencidas

No Ceará, o volume de doses vencidas aplicadas foi inferior a 800. Todos que receberam a vacina nesta circunstância serão individualmente acompanhados.




Notícias, Regional

As cidades que integram a região metropolitana do Cariri – Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha – não receberam doses de vacina dos lotes que foram identificados como vencidos. De acordo com informação divulgada pelo Jornal Folha de São Paulo, cerca de 26 mil doses vencidas da Astrazeneca/Oxford foram aplicadas no país. Ainda de acordo o jornal, 1.532 cidades aplicaram alguma dessas doses. 

Todas as doses foram distribuídas entre janeiro e março deste ano, durante a gestão do ex-ministro da saúde, Eduardo Pazuello. A cidade que mais recebeu imunizantes fora do prazo de validade foi Maringa, interior paulista e reduto eleitoral de Ricardo Barros (PP), líder do Governo Bolsonaro na Câmara Federal, e nome envolvido no suposto caso de corrupção na compra de vacinas Covaxin.  

No Ceará, a cidade que mais aplicou estas doses foi Potengi, que recebeu 173 doses do imunizante com prazo de validade expirado. Outras cidades do Cariri também registraram o fato, são elas: Campos Sales (1), Assaré (9), Salitre, (49), Aurora (50) e  Lavras da Mangabeira (3).

Nas cidades em que foi identificada a aplicação, a orientação é que a população observe as informações divulgadas pelas secretarias municipais de saúde. Todas as pastas irão realizar o acompanhamento caso a caso, verificando se há necessidade de nova aplicação. 

Indica-se, ainda, que especialistas afirmam que a vacina aplicada não trará nenhum prejuízo à saúde de quem as recebeu. 

Sobre Paulo Junior

Graduando em jornalismo pela UFCA. Um apaixonado por política, literatura e cinema. E-mail: pauloj[email protected]

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.