Casal internado com Covid-19 em Fortaleza celebra 22 anos de união

A situação do casal sensibilizou os profissionais de saúde, que promoveram uma comemoração especial com direito a bolo, decoração e até mesmo véu de noiva.




Notícias, Regional

Tatiana dos Reis da Silva, 36 anos, e José Luis Oliveira Pinto, 37 anos, celebraram os 22 anos de união de um modo diferente. Infectados pelo novo coronavírus, o casal comemorou a data no Hospital Estadual Leonardo da Vinci, em Fortaleza. A unidade de saúde é referência no tratamento contra a Covid-19.

Para a cerimônia, o casal contou com apoio de funcionários do hospital. A situação do casal sensibilizou os profissionais de saúde, que promoveram uma comemoração especial com direito a bolo, decoração e até mesmo véu de noiva.

A iniciativa de preparar a comemoração surgiu quando os funcionários souberam das bodas do casal. Desde então, tudo foi pensado para que a celebração ocorresse em condições adequadas, sem agitação e respeitando as restrições de combate à doença.

“Foi muito emocionante pra gente esse momento. É uma situação mágica. Nós estamos muito felizes, porque a gente não pensava que ia viver isso tudo em um momento desse tão complicado”, disse o casal.

José e Tatiana deram entrada no Hospital Leonardo da Vinci no mesmo dia, no domingo (28), após transferência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Mesmo em leitos separados, a equipe de profissionais da saúde sempre os mantém informados sobre o estado de saúde de cada um.

Participação de padre

Casal internado com COVID-19 celebrou 22 anos de casamento em hospital de Fortaleza. — Foto: Divulgação

A celebração também contou com a benção do padre Vicente Tomaz, da comunidade Shalom, de forma virtual. O padre parabenizou o casal e o hospital pela iniciativa, e logo em seguida fez um momento de oração.

“Foi um momento incrível, muito bonito. Eles estavam ansiosos para se verem e a equipe se empenhou na tentativa de realizar esse encontro. Apenas esses minutos nos pagam por tudo”, disse a psicóloga Bruna Rios.

Fonte: G1

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.