Casa da Diversidade tem a primeira sede no interior do Ceará inaugurada em Juazeiro do Norte

A Casa da Diversidade Cristiane Lima será um local de convivência, que tem como objetivo, ofertar atendimento integral nas áreas da educação, saúde, defesa de direitos, cultura, lazer e empregabilidade das pessoas LGBTQIA+.




Notícias, Regional

Nesta sexta-feira (30), Juazeiro do Norte inaugurou a 1ª Casa da Diversidade do interior do Ceará. Está localizada na Rua do Cruzeiro 1623, esquina com Av. Carlos Cruz, no bairro São Miguel. Os atendimentos iniciarão no dia 09 de maio, de segunda à sexta-feira, no horário das 14h30 às 18h. O evento foi inaugurado em uma transmissão on-line.

A Casa da Diversidade Cristiane Lima será um local de convivência, que tem como objetivo, ofertar atendimento integral nas áreas da educação, saúde, defesa de direitos, cultura, lazer e empregabilidade das pessoas LGBTQIA+. Também tem a proposta de ser um ambiente acolhedor, buscando se tornar um espaço de segurança e referência.

A ideia da casa foi a união de duas instituições parceiras: a Associação Beneficente Madre Maria Villac- ABEMAVI e Associação Caririense de Luta contra Aids. O nome da casa é uma homenagem a Cristiane Lima, que faleceu vítima da Covid-19 há 08 meses. Ela foi uma grande ativista, mulher trans juazeirense e contribuiu para o movimento LGBT.

Nos últimos meses, Juazeiro do Norte tem se destacado nas páginas policiais noticiando mortes violentas contra mulheres trans e travestis. Mas a casa precisa de ajuda para se manter. E aí, para ajudar na manutenção da Casa, é só doar através de uma vakinha online, ou do PIX: 19.109.482/0001-40. 

Infelizmente, o Estado do Ceará é o que mais apresenta um aumento de mortes violentas de pessoas transexuais e travestis no Brasil, que é o país que mais mata pessoas trans no mundo. Ainda é frequente a falta de oportunidade de trabalho, acesso a saúde, a educação e nos últimos anos há um retrocesso das políticas públicas que envolvem a pauta LGBT.. Com isso, o interior ganha um equipamento que vai funcionar como suporte para as pessoas LGBTQIA+.

Sobre Fernanda Alves

Fernanda Alves, tem 24 anos, é de Juazeiro do Norte e formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Cariri (UFCA), com experiência na área desde 2015. Mulher preta, militante e amante do Jornalismo Esportivo.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.