Carlos Bolsonaro divulga supostos registros do condomínio

Segundo o Globo, o imóvel 65/66 do condomínio pertencia a Lessa.

Carlos Bolsonaro divulga supostos registros do condomínio

O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente Jair, Carlos Bolsonaro, divulgou no seu perfil do Twitter, nesta quarta-feira (30), supostos registros das ligações feitas da portaria do  Condomínio Vivendas da Barra. No vídeo, o vereador afirma que nenhuma solicitação de entrada foi feita para a casa de Bolsonaro.

Na matéria do Jornal Nacional, que fala sobre a menção nominal ao presidente no caso dos assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL), do Rio de Janeiro, e do motorista Anderson Gomes, apontou que o ex-PM Élcio Queiroz, suspeito do crime, alegou entrar no condomínio para ir à casa Bolsonaro, imóvel 58, mas seguiu para casa 66. No vídeo publicado pelo o vereador, o áudio reproduzido para anunciar a visita de Élcio é do imóvel 65, que segundo o Globo, a casa 65/66 do condomínio pertencia a Ronnie Lessa, apontado como um dos assassinos.

 Nas redes sociais, usuários questionaram Carlos sobre um contato com a com a casa de Bolsonaro às 15h58.

O vereador não explicou como teve acesso às provas, mas reafirmou que as investigações do caso Marielle correm sob segredo de Justiça

Os registros de presença da Câmara dos Deputados mostram que Bolsonaro estava em Brasília no dia. Como o nome do presidente foi citado, a lei obriga o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar o caso.

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Rayssa Leonel
Carregar Mais Em Notícias

Sobre Rayssa Leonel

Graduada em Jornalismo pela UFCA - Universidade Federal do Cariri. Pesquisadora e caririense bem orgulhosa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga-nos!