8 de março no Cariri: Confira as movimentações de luta e reinvindicações das mulheres na região

Devido à pandemia, a data nacional caracterizada por passeatas de rua em defesa dos direitos das mulheres será marcada por ações simbólicas e campanhas de arrecadações.




Notícias
8-m-cariri

A pandemia da Covid-19 trouxe novos desafios para a organização das mulheres no mês de março, e um deles é a construção anual do Dia Internacional da Mulher. O 8 de março Cariri ganhará novas formas de reinvindicações devido ao grande número de contaminações na região e lotação dos leitos de UTI. A movimentação se dará através de uma campanha de arrecadação de alimentos, postagens em redes sociais e transmissões online.  

Também está incluso no calendário, um ato simbólico que será realizado em pontos das cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, com o hasteamento de faixas e outdoors, contendo as pautas do movimento. 

Dados nacionais e reivindicações no Cariri 

Segundo dados da Delegacia da Mulher das cidades de Juazeiro do Norte e Crato, os índices de violência contra a mulher no Cariri, em 2020, cresceram em 220%, fechando o ano com o assassinato de 32 mulheres. No mesmo ano, o estado do Ceará liderou o ranking de assassinatos de pessoas transexuais no país. De acordo com a Associação Nacional de Travestis e Transexuais do Brasil (Antra), foram mortas 175 mulheres transexuais, em sua maioria negras e pobres. 

Os impactos econômicos e a falta de políticas abrangentes de assistência financeira, pela parte do Governo Federal, também assolaram a vida das mulheres durante 2020. Segundo um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sete milhões de mulheres ficaram desempregadas no Brasil nos primeiros meses da pandemia, e dessas, aproximadamente 17% estão sem nenhum tipo de renda. 

 Dessa forma, as principais bandeiras deste ano são: defesa do Sistema único de Saúde (SUS), vacinação gratuita e imediata para todos, manutenção do auxílio emergencial durante a pandemia, defesa da ciência, justiça por Marielle Franco, pelo fim de todas as formas de violência e repudio as ações da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. 

Como contribuir com o 8 de março? 

As doações para a campanha de arrecadação de alimentos poderão ser destinadas aos seguintes endereços: 


Ponto de coleta (Crato): Grunec – R. Coronel Secundo, nº 287, próximo à Delegacia da Mulher, Centro; 

Ponto de coleta (Barbalha): Escola de Saberes de Barbalha – R. Senador Alencar, nº 368, Centro; 

Ponto de coleta (Juazeiro do Norte): Quebrada Cultural – R. Dr. Francisco Monteiro, nº 447, bairro Triângulo. 

Ou através de depósito bancário: 

Banco Bradesco, Agência: 771-4, Conta Poupança: 1001746-7, Ana Verônica Barbosa Isidorio. Chave Pix: (88) 99649-1718, Maria Alice. 

Mais informações em: instagram.com/8mcariri 

Sobre Bruna Santos

Graduanda em jornalismo pela UFCA. Entusiasta de política, café, mundo nerd e gatos.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.